O jovem José Roberto Luiz dos Santos, pede encarecidamente a quem encontrou ou vier a encontrar, uma carteira contendo todos os seus documentos, RG, CPF, Título de eleitor e documento de veículo.

O mesmo afirma que perdeu os documentos nas proximidades do Drinks Bar, na Rua Maria José Gomes Lopes na vila Delmiro em São José do Belmonte.

Contato: 87 996084556



Faleceu na noite desta última terça feira, em São José do Belmonte, o Sr. Arthur Francisco Gomes, homem íntegro e honrado, um esposo e pai dedicado a sua família, a qual criou com simplicidade e respeito.

Arthur Cazuza como assim muitos chamavam, partiu para a eternidade, deixando muita saudade aos seus familiares e amigos, que tiveram o prazer de o conhecer.

Deixo aqui os meus sinceros votos de conforto a Dona Geni e todos os seus filhos.

Entre os mais conhecidos estão, José de Arthur, Denira, Dejanira, Mary da farmácia, Luza, Lucinha, Galego, Neide da art jóia, Aldenir, Antonio, João e Miguel.

O corpo de Arthur Cazuza, está sendo velado na Rua São José no Centro desta Cidade, o sepultamento será hoje, as 16:00 horas no cemitério Parque da saudade.





Na manhã desta terça feira 26 de Janeiro de 2020, fomos informado de uma triste notícia, que tratava de um suicídio de um adolescente de 15 anos, nas mediações do Sitio Serrotinho, na propriedade da Sra. Edvirgens do cartório, onde o mesmo teria se enforcado com um punho de uma rede.

A vítima, João Yure como se apresentava nas suas redes sociais, filho de Iara Cavalcante Dantas, natural desta Cidade, filha da Sra. Cheda Cavalcante.

Deixo aqui os meus sinceros sentimentos, a todos os familiares e amigos.

 Belmonte vacinou nesta segunda 14 idosos institucionalizados

Seguindo o Plano Municipal de Vacinação, a Prefeitura de São José do Belmonte, através da Secretaria de Saúde, vacinou na tarde desta segunda-feira (25), 14 idosos institucionalizados que moram na Casa da Glória. Sete cuidadores também tomaram a primeira dose da vacina.

Ao todo, 132 pessoas já foram imunizadas no município, entre elas trabalhadores da saúde que estão na linha de frente contra a covid-19.

O município recebeu até agora 460 doses da coronavac, que corresponde as 1ª e 2ª doses da vacina para o grupo prioritário da primeira fase.

Confira algumas fotos da imunização na Casa da Glória

 



Na noite desta segunda-feira (25), foi registrado mais uma situação de violência doméstica no Sertão Pernambucano. Desta vez, o caso aconteceu na Rua Capitão Rufino, Bom Nome, em São José do Belmonte.

Por volta das 20h30, os Policiais Militares do 14°BPM foram acionados pela central de operações para verificar uma violência doméstica no endereço citado. Chegando ao local, à vítima relatou que seu ex-companheiro havia lhe agredido com um tapa no pescoço.

Além disso, ela informou que ele teria lhe ameaçado de morte com uma faca tipo peixeira, e que por várias vezes o imputado havia tentando quebrar a porta da sua residência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foram feitas diligências e o imputado localizado. Na ocasião, foi realizada abordagem e localizada em sua cintura a referida faca. Diante do ocorrido o imputado foi conduzido juntamente com o objeto apreendido a DPC local para serem tomadas as medidas cabíveis.

Com informações do Portal Nayn Neto

 


Morreu neste domingo (24) a digital influencer Liliane Amorim, 26 anos, devido a complicações sofridas após uma cirurgia de lipoaspiração. Liliane estava internada, em estado grave, desde o dia 17 de janeiro, na Unimed da cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará. 

"É com extremo pesar que comunicamos que a Srta Liliane faleceu hoje pela manhã. Toda a equipe de nosso hospital está de luto em nome dessa moça que foi uma guerreira em todos os momentos durante sua Internação", afirmou o médico Sérgio de Araújo, diretor da unidade onde Liliane estava internada, em nota enviada ao portal G1. 

Internada na UTI em 17 de janeiro com fortes dores, Liliane havia passado pela cirurgia estética de lipoaspiração na semana anterior.  Após a internação, a influencer chegou a apresentar uma melhora no estado de saúde, mas o quadro voltou a se agravar neste fim de semana, quando acabou não resistindo.

Reunindo mais de 175 mil seguidores no Instagram, Liliane Amorim abordava conteúdos voltados para moda e beleza em redes sociais. Ela deixa um filho de seis anos.

 

Imagem sem descrição

A Prefeitura de São José do Belmonte, através da Secretaria de Agricultura, já iniciou a entrega dos boletos do Garantia-Safra para as famílias que estão cadastradas no Programa. Com o resgate do boleto, os agricultores poderão realizar o pagamento até o dia 31 de janeiro, tendo em vista, a safra 2020/2021.

De acordo com secretaria, 1.800 famílias inscritas foram contempladas e poderão aderir ao programa através do pagamento do boleto.

As famílias contempladas pelo Garantia-Safra devem comparecer à sede da Secretaria de Agricultura, localizada no Antigo Hospital, das 08h às 14h.

A secretaria informou, ainda, que devido à pandemia e para evitar aglomerações, os presidentes de associações podem levar o boleto dos seus associados, desde que, apresentem um documento de identificação correspondente aqueles agricultores. O boleto também pode ser resgatado por um familiar, no entanto, deve ser apresentado assim como na situação anterior, um documento que identifique o parentesco.

 


Morre na noite desta quinta feira 21 de Janeiro de 2021, a Sra. Alderita Cruz, residente da Rua Primo Lopes no Centro desta Cidade.

Dona Alderita, partiu deixando saudades dos seus filhos, netos, familiares e amigos.

Deixo aqui em nome de minha amiga Betânia Andrade, os meus sinceros sentimentos a todos os filhos.

Em nome de Clecinha, eu mim solidarizo com todos os netos.




Morreu, na tarde desta quinta-feira 21 de Janeiro, o rapaz envolvido em um acidente, ocorrido no início da semana, na Av. Euclides de Carvalho, no Bairro de Cacimba Nova em São José do Belmonte.
Segundo as informações do dia do acidente, que a vítima atendia pelo o apelido de Mudinho dos Joivino.
A vítima estava conduzindo uma moto, que se chocou com um carro, onde foi socorrido para a unidade mista Leonidas Pereira de Menezes, onde em seguida foi transferido.


O Jovem belmontense Genildo Minel, pede ajuda nas redes sociais, através de uma vaquinha na internet, para comprar um aparelho de audição.

Ao ver o seu vídeo em lágrimas, confesso que chorei junto com ele.

O mesmo afirma em um post, o que eu mesmo já presenciei, ao fazer compras, onde o mesmo trabalhava. Um dia pedir uma carne e o mesmo não ouviu, até que outra funcionária, mim falou, "ele não escuta", após um toque da amiga, ele mim atendeu super bem, muito atencioso, esforçado e prestativo.

Veja abaixo o relato de Genildo no Instagram.



Genildo está com uma vaquinha na internet, precisando arrecadar cerca de 8 mil reais, vamos juntos ajudar, esse jovem a ter uma vida normal, por conta dessa deficiência, ele se encontra sem trabalho.
Copie o link abaixo e ajude:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ola-pessoa-o-intuito-dessa-vaquinha-e-para-comprar-meu-aparelho-auditivo-que-custa-em-torno-de-8-000-00-reais

 

Imagem sem descrição

O município de São José do Belmonte recebeu nesta terça-feira (19), as primeiras doses da vacina contra a Covid -19. Às 15h foi iniciada a vacinação com a presença da Secretária de Saúde, Fabiana Gomes, além da primeira belmontense a receber a dose da vacina, a técnica de enfermagem, Maria de Lourdes dos Santos Souza, que atua no Centro de Atendimento ao Covid do município.

A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, comunica que a distribuição da vacina pelo Ministério da Saúde acontece de forma fracionada e gradual. São José do Belmonte recebeu neste primeiro momento 418 doses (1ª e 2ª doses) que seguindo orientação da Secretaria da Saúde do Estado, serão destinadas aos trabalhadores da saúde, que estão atuando na linha de frente de combate à COVID – 19 (Hospital, UBS, Centro de Referência à Covid – 19), indígenas, idosos e deficientes institucionalizados.

Plano de operacionalização

O Planejamento da vacinação estará sendo executado inicialmente para cerca de 209 pessoas, incluindo os profissionais de saúde ativos e idosos da Casa da Glória.

Na manhã desta terça-feira, 19, durante reunião com o Prefeito, Romonilson Mariano, foi apresentado o Plano de Operacionalização para a Vacinação em todo o Município. A Secretária Fabiana destacou o cuidado que será efetivado, já que as vacinas serão entregues ao município por remessas, na medida que forem repassadas pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde, para os Estados e Municípios.

Confira quem vai poder tomar a vacina na primeira fase:

• Trabalhadores da saúde em atuam na linha de frente

Trabalhadores dos serviços de saúde são todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios e outros locais. Desta maneira, compreende tanto os profissionais da saúde – como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, fisioterapeutas, etc. – quanto os trabalhadores de apoio, como recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros, entre outros, ou seja, aqueles que trabalham nos serviços de saúde, mas que não estão prestando serviços direto de assistência à saúde das pessoas.

• Pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas

Serão vacinadas pessoas com 60 anos ou mais que residem em instituições de longa permanência para idosos(11,1), como casa de repouso, asilo e abrigo.

• Pessoas com Deficiência Institucionalizadas

Pessoas com deficiência que vivem em residência inclusa (RI), que é uma unidade ofertada pelo Serviço de Acolhimento Institucional, para jovens e adultos com deficiência.

• Povos Indígenas vivendo em terras indígenas

Indígenas em terras indígenas com 18 anos ou mais atendidos pelo Subsistema de Atenção á saúde Indígena

 

Primeira dose da CoronaVac é aplicada em SP — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1
Primeira dose da CoronaVac é aplicada em SP — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1

O governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17), após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da vacina contra a Covid-19.

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, moradora de Itaquera, na Zona Leste da capital paulista, foi a primeira pessoa, fora dos estudos clínicos, a receber a vacina.

Mulher, negra, Mônica faz parte do grupo de risco para a doença, e atua na linha de frente contra Covid-19 no Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Ela foi voluntária da terceira fase dos testes clínicos da CoronaVac realizados no país e tinha recebido placebo.

Após ser imunizada, ela recebeu do governador João Doria (PSDB) um selo simbólico com os dizeres “Estou vacinado pelo Butantan” e uma pulseira com a frase “Eu me vacinei”.

A aplicação foi feita no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e acompanhada pelo governador João Doria (PSDB).

A enfermeira Jéssica Pires de Camargo, de 30 anos, funcionária do Controle de Doenças e Mestre de Saúde Coletiva pela Santa Casa de São Paulo, foi responsável por aplicar a dose.

Vacinação em SP

Logo após acompanhar a aplicação da primeira dose da CoronaVac, o governador de São Paulo disse, em coletiva de imprensa no Hospital das Clínicas, que a vacinação contra a Covid-19 no estado começa neste domingo (17) em hospitais de referência e nas populações indígenas. Entretanto, o governo paulista não detalhou quantas pessoas serão vacinadas.

Doria destacou que a partir desta segunda (18), "entra em operação o plano logístico de distribuição de doses, seringas e agulhas”, para a vacinação de profissionais de saúde em seis hospitais de referência: HCs da Capital e de Ribeirão Preto (USP), HC da Campinas (Unicamp), HC de Botucatu (Unesp), HC de Marília (Famema) e Hospital de Base de São José do Rio Preto (Funfarme).

Em seguida, as vacinas e insumos serão enviados para as prefeituras do estado, "com recomendação de prioridade a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia".

O governador disse que determinou o envio imediato das doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde e rebateu as críticas feitas pelo Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em coletiva de imprensa feita no mesmo horário.

"Quero dizer que autorizamos há 35 minutos a imediata distribuição da vacina do Butantan para todos os estados brasileiros através do Ministério da Saúde. Após a aprovação pela Anvisa, determinamos que o Instituto Butantan inicie imediatamente a distribuição da vacina ao Ministério da Saúde, os caminhões com as primeiras doses serão carregados rapidamente e ainda hoje serão encaminhados para o depósito do Ministério da Saúde, no Aeroporto de Guarulhos", afirmou João Doria.

"Nós não estamos aqui fazendo nenhuma conta diferente, nós estamos atendendo o entendimento do Plano Nacional de Imunização", defendeu o governador.

Ainda durante a coletiva, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que das 6 milhões de doses, 4.636.936 serão enviadas para o governo federal. As outras 1.357.640 serão distribuídas pelo estado de SP.

Doses para o Amazonas

Na coletiva, João Doria afirmou que irá enviar 50 mil doses para os profissionais de saúde do Amazonas na manhã desta segunda-feira (18). A declaração foi dada após o governador afirmar que o imunizante não recebeu nenhum investimento do governo federal.

“Porque eu já não confio no Ministério da Saúde, esta capacidade de produzir mentiras, assaques, quando deveria estar agradecendo que os cientistas conseguiram viabilizar uma vacina”.

Outros vacinados

O segundo a ser vacinado foi o enfermeiro Wilson Paes de Pádua, de 57 anos, do hospital Vila Penteado, na Zona Norte. “Estou muito feliz, acho que nós temos que lutar pela vacina, lutar pela ciência, para melhorar a saúde e sair dessa pandemia. Me sinto muito orgulhoso e feliz desse momento”.

Ele contou que perdeu colegas e foi infectado pela Covid-19 em junho, enquanto atuava na linha de frente da pandemia. “Pensei que ia morrer, tinha momentos que rezei para Deus pensando que estava partindo”.

Enfermeiro Wilson paes de Pádua, do hospital Vila Penteado, é segunda pessoa a ser vacinada no Brasil — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1
Enfermeiro Wilson paes de Pádua, do hospital Vila Penteado, é segunda pessoa a ser vacinada no Brasil — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1

No evento, foi vacinada a primeira indígena do país. Vanusa Kaimbé, de 50 anos, é técnica de enfermagem e assistente social, presidente do conselho dos indígenas kaimbe do estado de São Paulo. Ela vive na "aldeia Kaimbé filhos da terra", em Guarulhos.

“Eu vim aqui hoje representar a população indígena e falar a importância da vacina. A vacina salva vidas. Fui a primeira indígena a ser vacinada e recomendo para todos os meus parentes”.

Primeira indígena a ser vacina no Brasil, com CoronaVac, na tarde deste domingo (17) — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1
Primeira indígena a ser vacina no Brasil, com CoronaVac, na tarde deste domingo (17) — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1

Aprovação

Na tarde deste domingo (17), a diretoria da Anvisa aprovou, por unanimidade, a liberação do imunizante para uso emergencial, seguindo a recomendação apresentada pela área técnica.

Os diretores acompanharam o voto de Meiruze Freitas, relatora dos pedidos. No caso da Coronavac, a diretora condicionou a aprovação à assinatura de termo de compromisso e publicação em "Diário Oficial".

A decisão passa a valer a partir do momento em que houver a comunicação oficial ao laboratório. Ela será publicada no portal da Anvisa, no extrato de deliberações da Diretoria.

Anvisa autoriza uso emergencial das vacinas Coronovac e de Oxford contra a Covid-19

O pedido sobre a Coronavac foi apresentado em 8 de janeiro pelo Instituto Butantan e é referente a 6 milhões de doses importadas, produzidas pela farmacêutica chinesa Sinovac. O Butantan também desenvolve a vacina no Brasil.

Durante a apresentação dos dados, o gerente de medicamentos da Agência, Gustavo Mendes, fez críticas ao atraso no envido de dados do Instituto Butantan.

Ele também considerou como pontos de incerteza o número de idosos testados, a falta de informações sobre os intervalos entre a primeira e a segunda dose de todos os pacientes testados.

Com a aprovação o Brasil, se tornará o quarto país a iniciar o uso emergencial do fármaco, após China, Indonésia e Turquia.

Diretoria de Medicamentos recomenda aprovação da CoronaVac

Ministério da Saúde

Após a recomendação favorável da área técnica, o governador João Doria disse, em postagem nas redes sociais, que o Instituto Butantan irá entregar as vacinas ao Ministério da Saúde, responsável pela distribuição do imunizante no país.

"Determinei que tão logo a Anvisa aprove o uso emergencial da Vacina do Butantan, o Instituto Butantan entregue imediatamente as vacinas ao Ministério da Saúde para que sejam distribuídas a SP, DF e todos os estados brasileiros. O Brasil tem pressa para salvar vidas", diz a publicação.

Nesta sexta (15), o Ministério da Saúde pediu ao Butantan a entrega 'imediata' de 6 milhões de doses prontas da Coronavac, que estão em poder do instituto e foram importadas do laboratório Sinovac, da China, parceiro do Butantan na produção do imunizante.

Através de ofício, o ministério informou que o montante é referente ao contrato de R$ 2,6 bilhões, firmado entre o órgão federal e o laboratório paulista para a inclusão da Coronavac no Programa Nacional de Imunização (PNI).

O Butantan já tinha prometido entregar as doses após a Anvisa autorizar o uso emergencial da vacina, mas questionava o Ministério da Saúde sobre quantas doses da CoronaVac serão destinadas ao estado de São Paulo no PNI.

A gestão João Doria (PSDB) estima que o estado de São Paulo tem direito a cerca de 1,5 milhão de doses – o cálculo é feito com base no tamanho da população do estado.

Disputa política

A CoronaVac envolve uma disputa política entre o governador de São Paulo, João Doria, e o presidente Jair Bolsonaro. Em outubro, o presidente chegou a dizer que o governo federal não compraria a Coronavac.

No começo de janeiro, porém, o Ministério da Saúde informou assinou um contrato com o Instituto Butantan para adquirir todas as 100 milhões de doses que o órgão produzir.

A proposta anunciada pelo Ministério da Saúde a prefeitos era começar a vacinação na quarta-feira (20) após a liberação do uso emergencial pela Anvisa. O governo pretendia iniciar a vacinação com as duas milhões de doses da vacina da AstraZeneca, produzidas na Índia.

Um avião brasileiro estava previsto para decolar na sexta-feira (15) para a Índia, mas o voo foi adiado por “problemas logísticos internacionais”. O adiamento ocorreu depois que o governo indiano dizer que não poderia dar uma data para a exportação de vacinas produzidas no país.

Depois do adiamento do voo Ministério da Saúde pediu que o Instituto Butantan entregasse todas as 6 milhões de doses da Coronavac disponíveis.

Eficácia da CoronaVac

Os testes da CoronaVac no Brasil foram feitos em 12.508 voluntários – todos profissionais de saúde da linha de frente do combate ao coronavírus – e envolveram 16 centros de pesquisa.

A vacina registrou 50,38% de eficácia global nos testes realizados no país, índice que aponta a capacidade do imunizante de proteger em todos os casos – sejam eles leves, moderados ou graves.

O número mínimo recomendado pela OMS, e também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é de 50%.

Na prática, a CoronaVac tem potencial de:

  • reduzir pela metade (50,38%) os novos registros de contaminação em uma população vacinada;
  • reduzir a maioria (78%) dos casos leves que exigem algum cuidado médico.

Além disso, nenhum dos vacinados ficou em estado grave, foi internado ou morreu.



Dia 16 de janeiro, completa um mês da partida do Sr. Honório Davi de Lima.

A família convida a todos os parentes e amigos, a se fazer presente no Sítio Inveja as 19:00 horas, onde será realizado uma missa na residência, onde viveu o homenageado.


Dr. Honório Davi de Lima, Bacharel em Direito, Pedagogo, Auditor da Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco. Foi candidato a vereador em 1992. Saiu do Sítio Inveja criança para estudar. Com seu exemplo, incentivou os irmãos e outros da Inveja a buscar um futuro melhor.



 


O corpo de José de Souza Ferraz, chegou em São José do Belmonte na noite de ontem, da Cidade de Serra Talhada, onde foi velado por amigos e familiares na residência dos seus pais.

Na manhã desta quinta-feira, o corpo de Duda passou pela Câmara de vereadores, onde foi prestado as homenagens pelas autoridades políticas, na presença dos familiares e amigos.

Foi registrado também a presença do vice- prefeito Antonio de Alberto, da vereadora Helia Pereira, dos secretários Heliane Nunes(educação), Bebeto Oliveira (desenvolvimento social) e do secretário de obras de Serra Talhada Cristiano Menezes.

O Vice- presidente da câmara Nenga de Estobergue, deu as saudações e externou a luta do companheiro Duda, chegando a se emocionar, passando a palavra para o orador José Donato de Moura.

Em seguida o corpo foi levado em cortejo pelas ruas da Cidade, em direção ao cemitério parque da saudade, onde aconteceu o sepultamento.













 Nota de pesar



A Câmara Municipal de São José do Belmonte, por meio do seu presidente, Cícero José Gomes de Moura (Cicinho do Carmo), lamentam com profundo pesar o falecimento do senhor , José de Souza Ferraz ( Duda Ferraz). Fica para nós, seu bom exemplo, a sua persistência e luta pela vida. Que Deus possa confortar a sua família e amigos. Externamos nossos sentimentos e desde já estamos a disposição. Que Deus o receba no Reino Celestial.



Cícero José Gomes de Moura     

                                                                                             Presidente

 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou, hoje, que um avião irá decolar para a Índia para buscar dois milhões de doses da vacina contra a Covid-19 produzida pelo laboratório Serum. O voo partirá do Aeroporto Internacional do Recife, amanhã. As informações são do Portal FolhaPE.

Em comunicado de imprensa, a Azul confirmou a informação dita por Pazuello em pronunciamento sobre as ações contra a Covid-19 realizadas pelo Ministério da Saúde no Amazonas. De acordo com a companhia, um Airbus A330neo, maior aeronave de sua frota, parte do Recife às 23h da quinta-feira, rumo a Mumbai, na Índia.

O imunizante produzido pelo laboratório indiano é desenvolvido pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford. O Governo Federal aguarda a aprovação emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) – a agência deve anunciar seu veredicto no próximo domingo (17).

“É o tempo de viajar, apanhar e trazer. Já está com o documento de exportação pronto. Data de decolagem para o dia 16 [a volta]. Então, quando nós tivermos a posição da Anvisa, nós temos o material para distribuir”, disse o ministro.

De acordo com a Azul, o voo irá durar 15 horas e não terá escalas em um trajeto de mais de 12 mil quilômetros. A previsão para chegada no Brasil das vacinas produzidas na Índia é para o sábado (16), no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, por volta das 15h.

No comunicado, a Azul ressalta que a Azul Cargo, sua unidade de cargas, tem "larga experiência e excelência no transporte e logística de cargas farmas e sensíveis". O avião que irá à Índia será equipado com contêineres espessos que garantirão o controle de temperatura da carga de acordo com as recomendações do fabricante.

“Temos orgulho em realizar esse voo inédito para a Índia que trará mais um sopro de esperança na cura para a Covid-19. Estamos preparando nossa aeronave para trazer essas doses que, com a aprovação das autoridades sanitárias, serão distribuídas posteriormente para todas as regiões do Brasil”, destacou o presidente da Azul, John Rodgerson.

 

Atualizado as 20:42

Chegou agora a pouco na nossa redação, a triste notícia da morte do nosso querido José de Souza Ferraz (Duda Ferraz) de 50 anos.

Duda de Zezinho Marinheiro, ou o Duda de María Cicera, assim era chamado o nosso eterno Dudinha, um homem que por onde passava, transmitia alegria, um grande guerreiro e lutador pelo bem de todos.

Na juventude tinha suas paixões, de um lado o futebol, do outro a política.

Duda Ferraz foi um grande militante da política belmontense, por várias vezes disputou eleições para vereador, em 1992, ficou na primeira suplência, em 1996, foi impedido de disputar as eleições por conta de dupla filiação, onde lançou a sua genitora em seu lugar com o nome mãe de Duda, saindo ela das urnas como a mais votada do seu partido, onde foi um forte protagonista da eleição de Zé Diniz, no Bairro da Vila Delmiro, quebrando na época uma sequência de 14 anos do grupo da situação que se mantiveram no poder de 1983 a 1996.

Duda Ferraz foi por várias oportunidades diretor de esportes de São José do Belmonte, onde sempre desempenhou um excelente trabalho.

Seus últimos anos foi se dedicando aos negócios e lutando contra enfermidades.

Sinto muito a morte de Dudinha, parceiro forte, esteve comigo desde sempre, deixo aqui os meus sinceros sentimentos a toda família, disse o prefeito Romonilson.

Recebo com enorme tristeza a morte de Duda Ferraz, que pra mim, sempre foi um irmão, sinto muito, que Deus venha confortar toda a família, nesse momento de dor e tristeza, disse Antonio de Alberto.

Meus sinceros sentimentos.  Que Deus conforte os familiares neste momento de perda e grande sofrimento, escreveu a vereadora Helia Pereira.