independentemente do candidato que vier a ser escolhido no PSDB, diz Armando, Terá o apoio de Raquel

,

 


Por Ítala Alves

Em entrevista ao programa Frente a Frente, na noite de ontem, o ex-senador Armando Monteiro Neto falou sobre a importância dos próximos passos após as prévias nacionais do PSDB. Ainda sem data para uma nova votação, depois do fracasso do último domingo, a legenda agora terá que enfrentar os problemas internos e lutar pela união em torno do nome escolhido, seja ele o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, ou o governador de São Paulo, João Doria, caso queira apresentar um nome forte como terceira via em 2022.

No âmbito local, o grupo de Armando, também composto pela presidente estadual do partido e prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, votou no candidato Eduardo Leite. O jovem governador aparece como liderança promissora na legenda e, apesar da pouca idade, tem serviços relevantes já prestados e perfil agregador. “Ele (Leite) tem um ambiente com sinalização de alianças, diferente do governador João Doria, que tem um perfil mais combativo e, num primeiro momento, sem expectativas para alianças, mesmo tendo um bom Governo, reconhecido até por adversários”, disse Armando.

Questionado se Raquel apoiaria a candidatura de João Dória, caso ele vença as prévias, já que ela depositou seu voto em Leite, Armando foi categórico e afirmou que o grupo está unido ao partido independentemente do candidato que vier a ser escolhido. Da mesma forma que Raquel não sofrerá retaliações como pré-candidata ao Governo de Pernambuco, visto que Doria tem apreço por ela e uma excelente relação com o seu pai, o ex-governador João Lyra Neto.

“Não haverá problema se for Doria ou Leite, vamos estar juntos. O grande desafio do PSDB, hoje, é o pós-prévia. Precisamos garantir que o partido possa juntar os segmentos e atestar a unidade. A luta já se assegura difícil na chamada terceira via, o ambiente está congestionado, então imagine se o partido não estiver unido? O nosso objetivo é a união do partido”, concluiu o ex-senador.

0 comentários:

Postar um comentário