Fernanda Batista é taxada de secretaria Pinóquio em Pernambuco

,

 Da coluna do Magno Martins

Secretária mentirosa

No primeiro mandato, o governador Paulo Câmara (PSB) teve dois secretários de Infraestrutura, pasta que cuida da manutenção das estradas. O primeiro, o atual deputado estadual Isaltino Nascimento (PSB), foi tão ruim que ganhou o apelido de “Isaltino Buracão”, em razão da malha viária ter se transformado em sua gestão numa grande cratera.

Deputado federal, com passagem também no Governo Eduardo Campos, Sebastião Oliveira (Avante) bateu de longe Isaltino, mas mesmo assim não conseguiu ficar mais tempo por questões de ingerência política. Isaltino e Sebá, como este é conhecido, não agradaram nem ao Governo, mas pelo menos não mentiam como a atual secretária, Fernandha Batista.  

No Sertão, ela é conhecida como a Pinóquio de saia e eu sei a razão. Basta trafegar pela estrada que liga o distrito de Cruzeiro do Nordeste ao município de Sertânia. Ali, ela fez um arremedo de obra que envergonha o Governo, uma meia sola de asfalto de apenas 9 km, que parece um cascalho de tão precária qualidade.

O restante do trecho – algo em torno de 12 km – é um soco no estômago dos sertanejos, uma buraqueira infernal. Ora, o Governo Paulo Câmara é ruim, todo mundo sabe, mas a ponto de fazer uma estrada pela metade, mesmo assim de péssima qualidade, e deixar o restante do trecho sem o menor sinal de requalificação?

Passei o fim de semana em Afogados da Ingazeira, minha terra natal, e penei para alcançar Sertânia. O carro corre risco de empenar a roda, estourar o pneu, sofre todo tipo de avaria, pondo em risco a vida de quem trafega por lá. Uma vergonha! Será que o governador sabe que a secretária está enganando-o? Ela é tão cara de pau que ainda aparece nos blogs da região e nas emissoras de rádio posando de tocadora de obra.

“Estamos em uma fase muito importante do andamento do Programa Caminhos de Pernambuco. Concluímos a primeira etapa da requalificação da PE-265, que sai da BR-232 e segue até a sede do município de Sertânia. É uma obra aguardada há 20 anos por quem trafega pela localidade e espera soluções estruturadoras. Concluímos também os projetos da segunda e terceira fase das obras dessa via, que receberá os serviços após o término do processo licitatório”, disse ela, numa emissora de rádio.

Pelo amor de Deus, que secretária mentirosa! Qual obra ela está se referindo como concluída? Um arranjo de 9 km? Passei novamente por lá, ontem, de volta ao Recife, e confesso que aquilo não é obra. Abra os olhos, governador! A Fernandha mente descaradamente. Pergunte aos próprios aliados do PSB que têm um pezinho naquela região se aquilo pode ser chamado de requalificação? E pergunte também onde ela botou o restante dos R$ 3,8 milhões reservados para recuperação de todo o trecho, porque não há sinal nenhum de canteiro de obras em toda a extensão da estrada.

SEM SINALIZAÇÃO – O governador deveria exigir da secretária Pinóquio o mesmo tratamento que deu na requalificação do trecho entre Sertânia e Albuquerquené. Ali, sim, é obra de verdade, que dá gosto de se ver. O asfalto é de ótima qualidade, falta apenas a sinalização. A dona inverdade, porém, até o momento não deu nenhum prazo para concluir o trecho. Sem sinalização, andar por ali à noite é um perigo. Muita gente já foi vítima de acidentes envolvendo animais, como jumentos e cavalos, encontrados no meio da pista. Como o sertanejo sofre, meu Deus!

0 comentários:

Postar um comentário