A derrota de Marília que doeu mais forte em Odacy

,

 

Por Carlos Britto

A derrota da petista Marilia Arraes, nesse domingo (29) na luta para a prefeitura do Recife deve ter doído nela, mas, no Sertão, essa dor foi mais doída em um personagem. Talvez mais até do que na neta de Arraes: foi no ex-deputado, ex-prefeito de Petrolina e ex-presidente do IPA, Odacy Amori (PT).

Marília vai continuar deputada federal, mas Odacy, como escrito acima, vem colecionando a palavra “ex” como adjetivo presente em sua vida. Primeiro suplente pelo PT, Odacy sonhou com a vitória de Marília Arraes e se imaginou em um terno bem cortado assumindo o seu lugar na Câmara dos Deputados.

Nas últimas eleições para deputado, Odacy elegeu a esposa, Dulcicleide Amorim (PT) para a assembleia legislativa, mas perdeu para deputado federal. Nas últimas eleições municipais perdeu de forma acachapante a eleição para prefeito de Petrolina, ficando atrás até mesmo, do iniciante Julio Lossio Filho (PSD), que ficou com a segunda colocação.

Até em Rajada, distrito de Petrolina e sua terra Natal, Odacy perdeu feio, tendo menos votos, inclusive, que o vereador mais votado do município, Manoel da Acosap.

Mesmo com perfil contido, Odacy, de bobo não tem nada, e não chegou aonde chegou por acaso. Sabe que precisa fazer uma reflexão e realinhar o caminho e o discurso. Em Petrolina até hoje a comunidade pergunta quem perdeu mais com sua junção com o PT, se ele ou o partido. São respostas que um período sabático poderá responder.

0 comentários:

Postar um comentário