Deputado Clóvis Paiva repudia assassinatos de políticos

,
Foto: Roberto Soares
O deputado Clovis Paiva (PP) ocupou a tribuna, na Reunião Plenária desta quinta (13), para repudiar os assassinatos cometidos contra políticos pernambucanos nos últimos dias. O parlamentar afirmou que o vice-prefeito de Canhotinho (Agreste Meridional), Erinaldo Santos, morto em sua residência nesta manhã, foi o caso mais recente. Segundo ele, o gestor estava no segundo mandato no cargo e era pré-candidato a prefeito nas eleições municipais deste ano.
Paiva também mencionou o assassinato do secretário-executivo de Eventos de Tamandaré, no Litoral Sul, Ailton Boafirma, ocorrido na última segunda (10). De acordo com o deputado, o gestor estava no cargo desde 2009. O vereador de Gameleira (Mata Sul) José Ednaldo Marinho foi a terceira vítima lembrada –  a morte aconteceu no final de janeiro, em uma rua próxima à Câmara Municipal.
“Eu era próximo de Erinaldo Santos. Tinha grande respeito por ele. Peço ao secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, que investigue esse crime e os demais com muita atenção”, pontuou o parlamentar.  Paiva destacou que, por 2020 ser ano eleitoral, é preciso averiguar se as mortes têm relação com a política. “O Estado tem reduzido os índices de violência e não se pode admitir que crimes dessa natureza aconteçam. Peço aos colegas deputados da área policial que ajudem a esclarecer esses assassinatos”, concluiu.
FONTE: ALEPE

0 comentários:

Postar um comentário