Três vereadores que fazem oposição ao prefeito Luciano Duque, votam contra investimentos para calçamento de Ruas em ST

,
Publicado às 14h45 desta quinta-feira (7)
O prefeito Luciano Duque disse, em entrevista ao programa Frequência Democrática, nesta quinta-feira (7), que vai sair de rua em rua falando mal dos três vereadores da oposição, Pinheiro de São Miguel, Antônio de Antenor e Jaime Inácio. A ameaça do gestor é uma resposta à postura contrária dos parlamentares a um empréstimo de R$ 4 milhões solicitado pela prefeitura para calçar diversas ruas na cidade a partir de 2020.
Pinheiro, Jaime e Antônio alertaram, no entanto, que no projeto enviado po Luciano foi passado um “cheque em branco”, segundo eles, com clara intenção de deixar débitos do empréstimo para o próximo prefeito que irá assumir em 2021. Segundo os vereadores, o projeto solicitando o dinheiro ao Banco do Brasil não detalha quantas e quais a ruas serão calçadas, nem os bairros [ veja aqui e  aqui].
“E aí que digo aos vereadores [da oposição], que esses que se colocam contra, é porque não querem ver o desenvolvimento de Serra Talhada. E aí vou fazer questão de ir de rua em rua, certo? Nas que serão calçadas e dizer que os vereadores fulano de tal, fulano de tal e fulano de tal votaram contra, não queriam que eu calçasse essa rua. Então é assim que a gente faz”, disse Luciano, alertando:
“Como se é contra o desenvolvimento? Como que se é contra investimento? Se fosse endividamento para uma coisa que não tivesse necessidade… Agora os vereadores, esses mesmos, vão bater de porta em porta pedindo voto. E sabe a pauta que o povo mais pede hoje? Pavimentação. Graças a Deus, a meu bom Deus a gente tem um bom canteiro de obras em Serra Talhada. A gente já calçou e asfaltou mais de 250 ruas”.
RESPOSTA A CARLOS EVANDRO
Antes de contra-atacar os vereadores, Luciano alfinetou também o ex-prefeito Carlos Evandro. “Primeiro eu quero responder ao ex-prefeito Carlos Evandro. Quando eu assumi a prefeitura eu assumi R$ 15 milhões de débitos deixados por ele, e paguei os R$ 15 milhões. Então, R$ 4 milhões que estou fazendo débito é muito pouco, não é? Já se vê que tenho capacidade e estou fazendo investimento, não é gasto não. Investimento para melhoria da vida das pessoas”.

0 comentários:

Postar um comentário